• REALI Contabilidade e Consultoria

Entenda a Importância de um ERP para sua Empresa

Você já ouviu falar em ERP? A tradução do termo Enterprise Resource Planning, quer dizer Sistema Integrado de Gestão Empresarial, o que na prática pode trazer diversos benefícios para a empresa como um todo.


Assim como fazer um bom controle é essencial para o crescimento de um negócio, contar com ferramentas que conseguem reunir informações de áreas variadas em um só local, também pode ser uma boa estratégia de organização.


Com tantas demandas de setores como vendas, finanças e logística, gerenciar todas as informações com precisão é uma necessidade. Portanto, reunir áreas de conhecimento e gerar integração entre elas pode ser eficaz.


Independentemente do segmento de atuação, ter clareza nos fluxos de trabalho, investimentos e controle do que ocorre nos processos, é fundamental para implementar estratégias, elaborar ações e rever orçamentos.


Quer saber mais sobre o que é um sistema integrado de gestão empresarial e de que forma essa ferramenta pode contribuir com seu negócio? Nas próximas linhas, vamos abordar os principais tópicos sobre o assunto. Confira e aproveite para inspirar suas próximas ações.


O que é ERP?


Com a evolução da tecnologia, é cada vez mais comum que as empresas incorporem soluções e softwares em suas rotinas.


Em situações que exigem muita organização, como o gerenciamento de obras industriais de longa duração ou projetos de construção civil, saber o andamento de cada etapa da obra, bem como a produtividade e o uso dos materiais é importante.


Muito além deste nicho de mercado, gerenciar o fluxo de caixa, as entradas e saídas de um projeto, além dos recursos humanos, são atitudes que fazem parte dos planejamentos de forma geral.


Por isso, o sistema integrado de todas essas áreas é uma solução. O termo ERP surgiu em 1990, para, na época, definir as prioridades.


Com o tempo, os softwares foram avançando e, até hoje, as empresas adotam sistemas integrados por diversos motivos, como:

  • Maior eficiência;

  • Melhor custo-benefício;

  • Padronização das informações;

  • Maior praticidade.

Imagine a seguinte situação: uma empresa é especializada em serviços de limpeza de terreno para construção.


A demanda de orçamentos desta empresa cresce muito em determinadas épocas do ano, dessa forma, organizar o fluxo de informações com planilhas já não está dando conta da situação, pois informações ficam desencontradas.


Um sistema integrado é a solução para resolver o problema e evitar erros na hora de organizar o fluxo das informações desta operação.


A ferramenta automatiza algumas funções, otimiza a produtividade das pessoas que precisam preencher os dados no sistema e fortalece uma visão estratégica de tudo o que acontece na empresa.


O que isso traz de vantagens no mercado empresarial? Neste setor ou em outros tipos de empresa, há inúmeras facilidades que podem surgir a partir dos softwares. Veja os benefícios a seguir:


Vantagens do sistema integrado


O cenário empresarial é altamente competitivo. Não importa se você trabalha com instalação e reparo de ar-condicionado, ou soluções logísticas para indústrias, os termos tempo, produtividade e dinheiro são palavras-chave para quem deseja se manter.


Neste contexto, contar com ferramentas de automatização que visam trazer melhorias na gestão do tempo, organização de processos burocráticos, além da otimização de recursos materiais e financeiros é um diferencial enorme.


Graças aos sistemas integrados de informação, as empresas que investem na inteligência artificial para ampliar o controle sobre a qualidade e distribuição dos dados, podem garantir benefícios com essa ação.


Uma empresa focada em manutenção de fachada predial, pode ter uma base mais completa de informações na hora da tomada de decisões estratégicas.


Digamos que o setor de recursos humanos identifica a necessidade, a capacitação e o treinamento para os colaboradores executarem as técnicas de manutenção com mais eficiência e segurança.


Para isso, é preciso consultar informações do setor financeiro e, às vezes, fazer um contraste com dados de outros setores, como satisfação dos clientes em relação ao serviço prestado.


Um sistema integrado disponibiliza as informações necessárias, porém de forma descomplicada, prática e ágil.


É sempre interessante lembrar quais são os benefícios proporcionados pela integração dos processos. São eles:


  • Visão holística;

  • Detalhes de cada setor, de forma integrada;

  • Otimização dos processos;

  • Melhorias no panorama de distribuição de recursos;

  • Direcionamento mais assertivo de decisões;

  • Qualidade de informações em um só lugar;

  • Redução das falhas humanas.

Essas vantagens podem evitar que as empresas tomem decisões sem analisar o cenário de atuação com mais cautela.


As empresas de instalações elétricas prediais, por exemplo, possuem um investimento alto para manter profissionais especializados, como engenheiros elétricos e técnicos que saibam realizar projetos de segurança e reestruturação das edificações.


Essa é uma demanda inegociável. No entanto, analisar ferramentas de trabalho, sistemas que são tendência, além de formas de otimizar e melhorar resultados, é natural.


Então, para tomar a decisão de investir, substituir ou estruturar um modelo, é preciso ter relatórios completos.


A partir de sistemas inteligentes, canalizar e produzir relatórios não é uma tarefa complexa. Portanto, quanto maior for a agilidade na entrega das análises, melhor será a qualidade da decisão que pode impactar positivamente no funcionamento de uma operação inteira.


Todas as decisões de mercado são feitas a partir do momento que a empresa decide arriscar. No entanto, com estatísticas que comprovam determinada tese, o investimento é mais seguro e embasado.


Tecnologia e qualidade da gestão: qual a relação?


Seja para organizar as mercadorias que chegam a um estoque de supermercado, ou para priorizar as ferramentas mais inovadoras na hora de executar a pintura comercial, uma boa gestão do fluxo de trabalho é importante.


No caso dos supermercados, o controle do que entra e do que sai, a margem de lucros, o investimento realizado e o giro mensal no caixa são informações que requerem bastante atenção.


Se o supermercado fizer parte de uma grande rede de lojas filiais, é humanamente impossível fazer uma gestão estratégica sem recorrer aos softwares.


O mesmo pensamento vale para oficinas de pintura, industrial, empresas que atuam em um mercado competitivo de automação de iluminação residencial, grandes incorporadoras, entre outros setores.


Independentemente da área em questão, a tecnologia encurta distâncias, reduz o trabalho manual, deixa o fluxo de informações mais inteligentes e agiliza os processos.

Portanto, ter um setor de inteligência comercial que se alie à sistemas integrados, é imaginar nos benefícios, a longo prazo, dessa relação.


Já se foi o tempo em que tudo era armazenado somente na nuvem. Claro que isso é válido, mas os sistemas específicos para cada tipo de negócio ajudam a impulsionar e compartilhar mapas de oportunidades e riscos para a empresa.


Assim como a tecnologia pode ser usada para organizar a entrada, o horário de trabalho, a segurança e o monitoramento dos funcionários, existem recursos para melhorar a eficácia na hora de analisar uma perspectiva de mercado, o lucro mensal e lucro anual de uma empresa.


As máquinas não substituem a capacidade humana, mas podem atuar em conjunto com ela para bens maiores. Portanto, a importância de um sistema como um ERP pode ser maior do que você imagina na prática.


Afinal, quem consegue gerenciar vários softwares e programas ao mesmo tempo? É possível, mas cansa, então para facilitar a vida, existem soluções integradas que podem ser adaptadas ao que a sua empresa precisa no dia a dia.


Importância da gestão integrada


É do conhecimento de todos, que quando uma divergência é encontrada em algum departamento, serão os responsáveis pelo setor que irão atrás da solução.


No entanto, nas gestões mais inovadoras, os times podem atuar em conjunto para soluções criativas.


Afinal, um problema no setor de atendimento ao cliente pode refletir em uma área de pós-venda e repercutir nos canais gerenciados pelo departamento de marketing. Portanto, não faz sentido pensar em problemas isolados quando há relação entre as áreas.


Em uma empresa de paisagismo empresarial, por exemplo, a área de projetos deve trabalhar junto com quem vai executá-los na prática.


Não faz sentido o engenheiro ter um projeto pronto e não fornecer orientações para quem vai coordenar a equipe dos profissionais que plantam, preparam o terreno e executam a ideia.


Ao unir forças, soluções são otimizadas e potencializadas. Isso não significa que não é necessário ter departamentos distintos para cada atividade, mas sim, que a gestão integrada traz à tona os objetivos comuns de uma empresa.


Os sistemas inteligentes podem ser compartilhados e, inclusive, indicar déficits, sucessos, oportunidades e situações de alerta para a empresa como um todo.


O sucesso é coletivo, e o propósito dos colaboradores dentro de uma empresa deve estar alinhado com a coletividade também.


Portanto, a gestão integrada é um conceito que deve ser estudado nas Empresas.


Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.


Confira as funcionalidade de nosso ERP www.docsafe.com.br

(41) 3095-2005

©2020 por REALINEWS. Orgulhosamente criado com Wix.com